Category Archives: Saúde

  • -

Workshop reúne médicos de todo o estado para falar de tecnologia na medicina

Category : Saúde

Tema do encontro foi “Acesso vascular por ultrassom”

Médicos de todo o Estado do Rio participaram do workshop com o tema “Acesso vascular por ultrassom” realizado em março de 2018 pelo Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis. O evento marcou também a inauguração do novo setor cardiovascular do hospital.

O cirurgião vascular da equipe do Hospital SMH e um dos coordenadores do workshop Marcus Vinicius Ventura, acredita que a iniciativa resulta na melhora do resultado do atendimento ao paciente.

“Nosso objetivo é aprimorar a técnica e, consequentemente, reduzir os riscos ao paciente. Esse tipo de procedimento, além de ser realizado pelo cirurgião vascular, muitas vezes é realizado também pelo médico intensivista, aquele que fica de plantão no CTI, pelo médico da urgência, cirurgião geral e anestesista”, explica o cirurgião vascular.

O encontro, que aconteceu no auditório do Instituto do Coração de Petrópolis, o INCOPE, trouxe um novo ânimo aos participantes, que destacaram a importância de aliar os procedimentos dentro da medicina aos avanços tecnológicos.

“O workshop reafirmou que a tecnologia é uma grande aliada. Não tem mais porque fazer certos procedimentos sem imagem”, disse o cardiologista Osmar Castro Neto.

Uma parte do workshop foi dedicada à atividades práticas e contaram com pacientes-modelo, que passaram pelo procedimento.

“O SMH trabalha priorizando a prevenção de doenças, minimizando graves ocorrências”, explica Fernando Baena, diretor executivo do Hospital SMH.

O evento marcou ainda a inauguração do novo setor cardiovascular do hospital SMH, que tem atendimento especializado diário com uma equipe de cirurgiões vasculares e cardiologistas, além de todos os exames necessários à disposição do paciente.

“A integração desses dois setores fará com que o hospital seja uma referência para qualquer pessoa com sintomas de doenças cardiovasculares. Isso também possibilita o esclarecimento rápido do diagnóstico e o direcionamento desse paciente para o seu tratamento”, esclarece o cardiologista Roberto Eiras.

“Em um só centro o paciente tem acesso a todas as formas de tratamento de ponta com todos os recursos que a medicina atual dispõe”, afirma Tiago Coutas, cirurgião vascular e membro da equipe do novo setor.


  • -

Crianças podem ter até 12 infecções no primeiro ano de vida escolar

Category : Saúde

Otite, sinusite, amigdalite são algumas das infecções mais comuns. Pediatra orienta sobre como minimizar o impacto da nova etapa.

O início da vida escolar de uma criança vem acompanhado de muitas expectativas e novidades. A adaptação é emocional e também física, já que o contato entre os pequenos facilita também a contaminação por novos patógenos (microorganismos causadores de doenças).De acordo com estudos, cada criança pode desenvolver até 12 infecções por ano, média de uma por mês. Otites, sinusites e amigdalites estão entre as mais comuns no período em que os pais começam a levar os filhos para a creche ou o colégio.

Segundo a pediatra responsável pelo pronto atendimento pediátrico do Hospital SMH Beneficência Portuguesa, Flávia Marzullo, cuidados básicos com o bem-estar e a higiene são fundamentais para amenizar o impacto dessa nova etapa na vida das crianças. Ela explica que no período em que os pequenos precisam começar a frequentar a escola, o organismo ainda não tem o sistema de defesa completamente formado.

“Na primeira infância, até os três anos, o sistema imunológico não está todo formado, por isso, as crianças são mais suscetíveis às infecções”, explica Flávia Marzullo. A dica da especialista é para que a criança tenha uma boa alimentação, durma em média de 11 a 12 horas por noite e esteja sempre com a vacinação em dia. A higiene é outro fator importante, especialmente na fase de berçário.

“Existe a troca de saliva, quando a criança pega um brinquedinho e leva à boca. Tem ainda as trocas de fraldas, o nariz que escorre… A contaminação nessa faixa etária é muito facilitada, sendo imprescindível que os cuidadores lavem sempre as mãos e zelem pelos detalhes”, orienta a médica pediatra, acrescentando que os pequeninos que mamam no peito estão em vantagem, por receberem os anticorpos do leite materno.

A jornalista Andréa Barros lembra da época em que a filha, Maria, entrou na escola.

“Ela tinha um ano e 8 meses. Já na segunda semana de aula teve quase tudo que foi ‘ite’: sinusite, rinite, gastroenterite… Foi um período muito difícil e que se prolongou por um ano e meio”, relata a mãe, que muitas vezes precisou deixar a filha em casa para evitar a contaminação das outras crianças. Essa é mais uma recomendação da pediatra:

“Sabemos da correria do dia a dia, mas este esforço da família é essencial. Hoje você está protegendo, amanhã você vai ser protegido”, ensina Flávia Marzullo.


  • -

Enchentes deixam crianças mais expostas ao risco de doenças infecciosas

Category : Saúde


  • -

José Loureiro, médico cirurgião e diretor do SMH, lança autobiografia e faz tarde de autógrafos

Category : Saúde

Lançamento de Medicina, Família e Amigos marca o ano em que especialista completa 57 anos de profissão.

Aos 81 anos, o cirurgião geral dr. José Loureiro, que integra a diretoria do Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis, lança seu mais recente livro: Medicina, Família e Amigos. O lançamento da autobiografia, que também teve tarde de autógrafos no prédio do Instituto do Coração de Petrópolis, o Incope, marca o ano em que o médico completa 57 anos de profissão.

“É um resumo da minha vida, em que relato meu caminho na medicina, e a construção da minha família e minha rede de amigos”, conta José Loureiro.

O livro não será comercializado. A intenção é colaborar com a Pastoral de Rua – Menino Jesus, fundada pelo saudoso Padre Quinha e agora com a supervisão do Padre Rafael. Por isso, a venda será feita com valor livre e a renda revertida para a instituição.

Amigos, familiares e muitos funcionários do Hospital SMH fizeram questão de reservar um exemplar e ainda foram presenteados pelo médico com uma tarde de autógrafos. Foram quase 200 livros distribuídos em dois dias, no evento realizado em outubro de 2017, no mês seguinte ao lançamento.

Exemplo de dedicação e sucesso

Natural de Maceió, dr. José se mudou para o Rio de Janeiro para trabalhar com um dos maiores cirurgiões da época, dr. Fernando Paulino. Casado há 54 anos, o médico chegou a Petrópolis em 1962 por conta do amor pela esposa, que já morava na cidade. Desde então, dedicou sua vida à Petrópolis.

O cirurgião trabalhou nos principais hospitais da cidade e foi professor titular da Faculdade de Medicina de Petrópolis por 30 anos. Muitos médicos passaram pela supervisão acadêmica do especialista, inclusive o neurocirurgião dr. Walter Sillero e o também neurocirurgião dr. Jorge de Oliveira, que dividem com dr. José a responsabilidade de dirigir o Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis.

“Descobri com a maturidade que o cirurgião não vive apenas de sucessos. Aprendi que não temos o controle de tudo e que não podemos ser vaidosos”, pontua o médico, que tem os amigos e a família como grande fonte de inspiração.

TARDE DE AUTÓGRAFOS: CLIQUE ABAIXO E CONFIRA A GALERIA DE FOTOS


  • -

Real Sociedade Portuguesa de Beneficência em Petrópolis comemora 142 anos de atuação na cidade

Category : Saúde

Missa celebrou a data no domingo

A Real Sociedade Portuguesa de Beneficência em Petrópolis comemorou seus 142 anos de atuação na cidade com missa realizada no domingo, dia 24 de setembro, na capela do Hospital SMH, instituição parceira da Real Sociedade. A celebração foi realizada pelo padre Francisco e seguida de confraternização. 

Membros da diretoria das duas instituições, como o presidente da Real Sociedade Portuguesa de Beneficência de Petrópolis, Luis Borges da Silva (foto), associados, conselheiros, médicos e funcionários participaram da comemoração.


  • -

Hospital SMH abre as portas para curso de reabilitação com certificado internacional

Category : Saúde

Método trata desde traumas ortopédicos até casos neurológicos graves

O curso de formação básica internacional de Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (PNF) reuniu especialistas de toda a região no Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis. As aulas ministradas pela primeira instrutora do método no Brasil, a fisioterapeuta Mônica Cilento, aconteceram em julho e agosto. Os profissionais receberam certificado internacional de conclusão.

Fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais foram capacitados no método, voltado para a reabilitação de casos que vão desde traumas e pós-cirúrgicos ortopédicos até quadros neurológicos graves, como lesões medulares, traumatismos cranianos e acidentes vasculares encefálicos (AVEs).

“Eu atendo muitos acidentados de moto. Tenho pacientes cadeirantes que são independentes, dirigem, estudam e exercem outras atividades. É isso que o método faz, traz a pessoa de novo para a vida”, relata a especialista e professora.

A fisioterapeuta é formada em PNF por instituições americanas e europeias. Mônica foi a primeira instrutora do método no Brasil. As aulas, concluídas esta semana em Petrópolis, foram realizadas no auditório do Incope, prédio anexo ao hospital, que foi todo adaptado para receber os alunos.

Para o neurocirurgião e diretor geral do Hospital SMH, Walter José Sillero, abrir as portas para a formação de profissionais que poderão fazer a diferença na vida de outras pessoas, reflete a certeza de que a missão do hospital está sendo cumprida.

“Incentivar algo novo, que vai capacitar nossa mão de obra, é muito importante, principalmente quando um certificado internacional é emitido”, conclui o diretor.


  • -

Novo centro cirúrgico do Hospital SMH é apresentado a especialistas

Category : Saúde

Convidados destacaram a alta tecnologia disponível; espaço conta com cinco salas totalmente equipadas.

Centro Cirúrgico é adequado para procedimentos em diversas especialidades médicas e de alta complexidade

A inauguração do novo centro cirúrgico do Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis reuniu especialistas e autoridades na última sexta-feira, dia 26, para a apresentação do espaço. O local, que está pronto para a realização de cirurgias em qualquer área, foi aprovado por médicos, inclusive cirurgiões, de diversas especialidades. “Temos toda a tecnologia ao nosso alcance”, frisou a ortopedista Rosana Pinto.

São quatro salas completas para cirurgias de grande porte e uma sala para procedimentos de menor complexidade. Segundo a chefe da coordenação do centro cirúrgico, a enfermeira Marcia Vieira Dias, a inauguração é um novo marco para o Hospital SMH, que segue investindo em projetos que representam avanço para a saúde da cidade.

Médicos e membros da diretoria do hospital

“As salas são completas e amplas, todas do mesmo tamanho, otimizando o fluxo de trabalho dentro do hospital, pois nos permitem realizar simultaneamente quatro cirurgias de grande porte”, explicou Marcia.

Para o neurocirurgião Dinizar de Araújo, o novo centro cirúrgico ratifica a posição do hospital como peça fundamental na saúde de Petrópolis quando o assunto é medicina de alta qualidade. O diretor executivo do hospital, Fernando Baena, ressalta que a estrutura é resultado de meses de trabalho em equipe.

Visitação ao espaço

“Fizemos tudo com muita dedicação para entregar a Petrópolis e região, e especialmente aos médicos cirurgiões, um centro cirúrgico que seja motivo de orgulho e prazer de trabalhar. Hoje tenho a certeza que seguimos no caminho certo e que o SMH é uma instituição diferenciada”, ressaltou Baena.

Com pacientes já agendados para a realização de intervenções, os ortopedistas Rosana Pinto e Carlos Roberto Stuart já preveem os reflexos positivos da utilização do novo ambiente

“Para nós, faz toda a diferença operar com uma infraestrutura completa como a que temos agora com o novo centro cirúrgico”, afirma Stuart, a Rosana completa: “Tudo que precisamos para fazer um procedimento rápido e seguro está disponível:  microscópios, focos e a iluminação com o arco em ‘C’, por exemplo. Todos ganham”.

O médico cirurgião e diretor José Loureiro com a família

Especialistas participaram da inauguração

 


  • -

Palestra aberta a médicos vai abordar quadros de febre sem sinais aparentes em crianças

Category : Saúde


  • -

Vídeo/aula irá capacitar profissionais em gestão de nutrição hospitalar

Category : Saúde

Atividade aberta a especialistas acontecerá no Hospital SMH Beneficência Portuguesa de Petrópolis.

Profissionais do Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis irão participar da vídeo/aula do nutricionista Edgar Britto Dias, especialista em Terapia Nutricional Hospitalar, que será realizada na segunda-feira (17). O objetivo é atualizar médicos, enfermeiros, nutricionistas e nutrólogos sobre como mensurar e melhorar os resultados no setor. A atividade está marcada para 17h e é aberta a profissionais da saúde. 

A terapia nutricional dentro dos hospitais reflete diretamente na recuperação do paciente, já que a alimentação é uma necessidade básica do organismo e que, no caso de alguns quadros clínicos, requer cuidados especiais. Com o tema Gestão de Qualidade em Terapia Nutricional: da teoria à prática, o especialista e palestrante irá ensinar os profissionais a coletar e avaliar dados a partir de indicadores. 

“A mensuração dos indicadores é importante para a identificação de fragilidades e, consequentemente, para a correção delas. O monitoramento através do levantamento de dados leva à excelência do serviço”, pontua Edgar Britto. 

A atividade será realizada através de parceria com a Nestlé, que irá disponibilizar a vídeo/aula utilizando os recursos disponibilizados pelo Hospital SMH. A gravação feita com o nutricionista Edgar Britto Dias é levada a diversos hospitais do país com o objetivo de expandir o conhecimento do nutricionista com vasta experiência neste tipo de protocolo. 

 “Percebemos que ele tinha um grande conhecimento sobre o tema e que o compartilhamento de sua vivência na área seria um enorme benefício para os hospitais do país. Como ele não poderia estar presente em muitas palestras, por conta da própria rotina, decidimos gravar o vídeo e, assim, fazer com que as informações cheguem a um maior número de profissionais”, conta a assessora técnica da Nestlé, Ana Luiza Reis Najm.

 A atividade é aberta aos profissionais da área de saúde com limite apenas para a capacidade de lotação do auditório do Incope, no Hospital SMH, que fica na Av. Portugal, no Valparaíso.