Category Archives: Saúde

  • -

COMUNICADO

Category : Saúde

O Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis informa que a partir desta sexta-feira, dia 20 de março de 2020, estão suspensos os atendimentos ambulatoriais na unidade em Petrópolis e na Policlínica de Xerém, na Baixada Fluminense. A medida foi tomada para garantir a segurança dos pacientes e seguindo a determinação dos órgãos de saúde municipais, estaduais e federais para conter a disseminação do coronavírus.

Os pacientes em acompanhamento cardiológico e as gestantes em pré-natal têm o atendimento mantido.

O Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis ressalta que se trata de uma decisão preventiva, que visa preservar vidas diante da pandemia da Covid-19. A direção da unidade reúne esforços para enfrentar este momento crítico da melhor forma possível, e tem a certeza que conta com a colaboração, compreensão e parceria de todos.

Grata,
A Direção


  • -

Hospital de Petrópolis inaugura novo centro cirúrgico e gineco obstétrico, e ambulatório especializado em endometriose

Setor fica dentro de ala que oferece carinho especial com as mulheres.

Personalidades, profissionais e colaboradores da área médica prestigiaram a inauguração de dois novos setores do Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis nesta quarta-feira (4): o novo centro cirúrgico e gineco obstétrico, e o ambulatório especializado em endometriose.

O diferencial do novo centro cirúrgico é que o espaço será exclusivo para intervenções em casos que não envolvem infecções, reduzindo significativamente as chances de contaminação do ambiente.

O setor atenderá ginecologia, obstetrícia e cirurgias plásticas, entre outras especialidades, em ala para as pacientes do sexo feminino. O ambiente foi pensado com carinho especial para as mulheres e inaugurado no mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher.

“Essa novidade representa a conclusão de uma importante etapa da missão do Hospital SMH, no que diz respeito a oferecer infraestrutura e serviços de qualidade para o população de Petrópolis e regiões adjacentes. Com isso, estamos dobrando o número de salas cirúrgicas para atender com ainda mais agilidade a demanda dos cirurgiões e dos pacientes”, pontua o diretor executivo operacional, Fernando Baena.

O outro investimento feito pelo Hospital SMH é uma importante ferramenta no tratamento da endometriose, uma preocupação de saúde pública, como explica o ginecologista responsável pelo setor, Diler Pereira.

“Cada mulher com endometriose leva de nove a dez anos para conseguir fazer o diagnóstico e começar o tratamento”, revela o médico, acrescentando que isso acontece, muitas vezes, por falta de conhecimento da doença pelo profissional e pela ausência de meios para pesquisa e diagnóstico dessa patologia, como exames mais elaborados.

A endometriose é uma doença inflamatória que ataca o tecido do útero, os ovários, a bexiga e até o intestino. Os sintomas da doença podem surgir na adolescência, como cólica menstrual forte, dores durante a relação sexual, entre as menstruações e ao fazer as necessidades básicas, além de sangramento na urina ou nas fezes e infertilidade.

O núcleo de endometriose do Hospital SMH vai oferecer o tratamento com dois profissionais especialistas na doença e uma equipe multidisciplinar para fazer as cirurgias quando necessárias.
De acordo com Diler, a única forma de cura da endometriose é o tratamento cirúrgico.

“O tratamento clínico é paliativo e serve só para controle da doença”, esclarece ele. “O tratamento da endometriose pode ser clínico, cirúrgico e misto (cirúrgico e clínico). Tudo vai depender do desejo gestacional dessa mulher, da sua pretensão no planejamento familiar”, esclarece o especialista.


  • -

Hospital SMH no Outubro Rosa

Category : Saúde

Evento gratuito e aberto ao público fala da importância da prevenção ao câncer de mama.


Dr. Luis Arnaldo Magdalena e dr. João Bersot, diretores do Hospital SMH, seguidos de dra. Carla Ferreira, oncologista, dra. Priscilla Faria, ginecologista, e dra. Thais Loures, ginecologista.

O Hospital SMH Beneficência Portuguesa de Petrópolis abraçou a Campanha Outubro Rosa e realizou um ciclo de palestras sobre a saúde da mulher no mês da campanha. O foco é a prevenção ao câncer de mama.

Com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância dos exames de rotina, o diretor médico do SMH, Luis Arnaldo Magdalena, destacou as vantagens do diagnóstico precoce.

“O rastreio anual preventivo é fundamental, já que o câncer de mama diagnosticado na fase inicial possui altas chances de cura”, pontuou o médico.

As palestras ainda abordaram os mitos e verdades sobre métodos contraceptivos, e falaram sobre atualização na suplementação da gestante e o uso de ômega 3.


  • -

Hospital comemora 144 anos da Beneficência Portuguesa e inaugura nova radiologia

Category : Saúde

Tradição se alia a modernidade no Hospital SMH, que atua com tratamento humanizado.

Os 144 anos da Beneficência Portuguesa de Petrópolis, comemorados no dia 24 de setembro de 2019, foram marcados pela missa celebrada pelo padre Rafael e pela inauguração oficial das novas instalações do setor de radiologia.

Estiveram presentes os diretores do Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis, familiares, médicos e colaboradores, assim como os associados da Beneficência Portuguesa.

A atual infraestrutura da radiologia retrata um novo conceito do SMH em hotelaria hospitalar. “Queremos acolher nossos pacientes e seus acompanhantes com acessibilidade e conforto”, relata o médico e diretor João Bersot, responsável pelo setor.

“Esta reforma representa a humanização do atendimento médico-hospitalar. Queremos trazer aos nossos pacientes conforto físico e emocional”, completa Jorge de Oliveira, diretor-geral do Hospital SMH.

Com uma parceria de 40 anos entre as duas instituições, a união entre os médicos e os associados tem gerado excelentes resultados para Petrópolis.

“Várias gerações passaram por aqui e temos muito orgulho do que construímos para a cidade”, enfatiza Luis Borges, presidente da Beneficência Portuguesa de Petrópolis.


  • -

Encontro Científico de Ortopedia e Traumatologia do Hospital SMH traz médico oficial do UFC

Category : Saúde

Especialista fala sobre lesões ortopédicas no MMA em evento para acadêmicos, educadores físicos e profissionais da saúde.


O Hospital SMH Beneficência Portuguesa de Petrópolis recebeu o ortopedista especialista em joelho e médico de ringue oficial da Comissão Atlética Brasileira de MMA, Victor Titonelli, no 3° Encontro Científico de Ortopedia e Traumatologia. O evento foi realizado no dia 19 de setembro.

O tema medicina do esporte teve foco em joelho, quadril e lesões ortopédicas,

Para Rosana Pinto, idealizadora do encontro e chefe do grupo de ortopedia e traumatologia do SMH, é importante discutir a saúde esportiva sob diferentes aspectos profissionais e trocar experiências, principalmente porque um grande volume do atendimento realizado pela urgência do hospital SMH é referente a lesões do esporte.

Rosana Pinto, idealizadora do encontro

“Com esta integração de diferentes profissionais, ampliamos e atingimos todos os aspectos do problema, oferecendo melhores recursos aos nossos pacientes”, conclui ela.

Temas como as lesões mais comuns nos joelhos e nos quadris do atleta de alto rendimento foram abordados pelos ortopedistas e cirurgiões do Hospital SMH, Douglas Pavão e Felipe Pina Cabral.

Dr. Felipe Pina Cabral

“De um modo geral, os esforços por treinamentos repetitivos causam muitas tendinites, dores musculares e desgaste cartilaginoso”, explica Douglas Pavão.

Dr. Douglas Pavão.

“A palavra chave para qualquer prevenção é equilíbrio. Além disso, é fundamental que toda atividade física seja feita sob a supervisão de um profissional que saiba identificar qualquer erro na execução de cada movimento”, concluiu o especialista.

Dr. Victor Titonelli e Dr. Douglas Pavão


  • -

Chegou a hora do parto? Veja listinha dos itens que você precisa levar para o hospital

Category : Saúde

Para ajudar as mamães a não se esquecerem dos itens necessários na hora de se internar para o parto, a equipe do Hospital SMH preparou uma listinha para você não ter preocupações de última hora.
 

Veja a seguir o que você precisa levar:

 

Para o bebê: 
– 5 mudas de roupas
– Meias e luvas
– 2 pacotes de Fralda RN
– Manta e cobertorzinho
– Pomada de assadura
– Lenço umedecido
 
Não precisa trazer para o bebê:
– Toalha
– Sabonete (porém, se quiser trazer, recomenda-se o neutro)

Para a mãe:
– Absorvente pós parto
– Cinta abdominal pós parto
– Camisola
 
Documentação necessária:
– Identidade
– CPF
– Comprovante de residência
– Certidão de casamento (se houver)
– Carteira do convênio (se houver)
– Carteira de Vacinação

É isso aí, pessoal. Para mais informações sobre a nossa maternidade, clique aqui!


  • -

Asma atinge 6,4 milhões de brasileiros e é tema de atualização no Hospital SMH

Category : Saúde

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pneumologia, apenas 12% dos casos são diagnosticados corretamente e só 18% dos pacientes seguem o tratamento.

Pneumologista fala sobre doenças pulmonares

O Hospital SMH Beneficência Portuguesa de Petrópolis recebeu o pneumologista e professor com 45 anos de experiência Paulo Cesar de Oliveira para falar de uma das doenças respiratórias crônicas mais comuns; a asma. O problema atinge 6,4 milhões de brasileiros. 

O evento, realizado na última semana, faz parte do calendário acadêmico do Hospital SMH. O professor do Centro Universitário Serra dos Órgãos, Unifeso, conversou com a equipe de especialistas, que se reúne periodicamente. O especialista também explicou a diferença entre os tipos de bronquite. 

O professor Paulo Cesar de Oliveira, o pneumologista do Hospital SMH José Henrique Castrioto, e o diretor médico do Hospital SMH, Luis Arnaldo Magdalena.

“É comum os pacientes fazerem confusão entre asma e bronquite”, lembrou o pneumologista, acrescentando que quanto mais esclarecimentos forem dados pelo médico ao paciente, maior será a tranquilidade e a segurança para que eles sigam juntos no tratamento. 

O especialista destacou ainda que há prevenção e tratamento adequados para os pacientes com asma, bronquite ou qualquer Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC). 

Porém, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pneumologia, só 18% das pessoas diagnosticadas com o quadro seguem o tratamento. Os cuidados são essenciais para manter a qualidade de vida, uma das grandes preocupações da equipe médica do Hospital SMH.

 “Aqui em Petrópolis temos uma alta incidência dessas indicações clínicas, por conta de clima, entre outros fatores”, explica o diretor médico do Hospital SMH, Luis Arnaldo Magdalena. Ele finaliza dizendo que “atualizar a equipe com um especialista desse nível é um grande aprendizado”.    


  • -

Equipe cardiovascular fala de TEV

Category : Saúde

As constantes qualificações refletem em um atendimento mais eficaz para os pacientes.


O corpo clínico e colaboradores do Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis se reuniram em maio para uma nova atualização sobre o protocolo em casos de tromboembolismo venoso (TEV).

O evento faz parte do calendário acadêmico do Hospital SMH e o diretor executivo, Fernanda Baena, explica que as constantes qualificações refletem em um atendimento mais eficaz para os pacientes.

“Preferimos sempre a prevenção, mas também nos preocupamos em estar totalmente preparados para realizar o atendimento a todos os casos que chegam até nós com absoluta segurança e melhores soluções. Nosso compromisso é oferecer o que há de mais atualizado e resolutivo na prestação de serviços”, afirma Fernando Baena.

O cirurgião vascular Tiago Coutas, membro da equipe do setor cardiovascular do hospital, e um dos organizadores e palestrantes do encontro, lembra a importância do tema e destaca que o TEV está entre as doenças que mais matam no mundo.

“Com o avanço do arsenal terapêutico para tratarmos os pacientes com TEV , é imprescindível atualização constantes e protocolos baseados em evidências médicas . Com ampla adesão do corpo clínico e aplicação dos protocolos apresentados pelo serviço de cirurgia vascular, objetiva-se uma padronização na prevenção e tratamento dos pacientes com TEV”, disse o cirurgião.


  • -

Público adere ao movimento ‘Todos pela saúde’

Category : Saúde

Cerca de 500 pessoas fizeram teste de glicemia, aferição de pressão arterial e IMC. 


O vai e vem durou o dia todo no evento “Todos pela saúde”, realizado no início do mês de abril de 2019 no prédio do Incope, no Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis para marcar o Dia Mundial da Saúde. 

A sala onde aconteceram as palestras ficaram cheias de pessoas que receberam orientação sobre a prevenção e o tratamento de doenças, como hipertensão, diabetes e HPV. 

Teve ainda teste de glicemia, aferição de pressão arterial e cálculo do Índice de Massa Corpórea (IMC). Cerca de 500 pessoas realizam asa checagens. 

Rita de Cássia Oliveira, de 64 anos, foi com a amiga verificar se a saúde estava em dia e saiu satisfeita com as novas informações que recebeu. 

“Foi ótimo porque ela [enfermeira] me explicou que os níveis da glicose são diferentes no exame quando a pessoa está em jejum e quando se alimentou recentemente. São detalhes importantes e que podem causar preocupação à toa. Agora estou tranquila porque sei que minha taxa está normal”, revelou Rita de Cássia. 

Carlos Alberto Silveira Matoso, 63 anos, descobriu há pouco tempo que tem diabetes e hipertensão. Ele queria se certificar de que a glicose e a pressão arterial estavam normais. 

“Deu tudo certo. Recebi orientações importantes da nutricionista sobre alimentação. Vão me ajudar ainda mais a manter os cuidados com a saúde”, disse ele, acrescentando que todos deveriam aproveitar a oportunidade para fazer um check-up básico.

A ação promovida pelo Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis em parceria com o Rotary Cidade Imperial e o Rotary Petrópolis, teve o apoio do Senac. 

“Para nós, integrantes dos Rotarys, participar de eventos voltados para o bem-estar e a saúde é muito natural. Faz parte do nosso trabalho e da nossa missão como rotarianos”, afirmou Daniella Vita, presidente do Rotary Petrópolis, junto com Fátima Montesso, presidente do Rotary Cidade Imperial. 

“Gestos simples, como oferecer informação ao público, podem reduzir a incidência de doenças graves. Por isso, o Hospital e os Rotarys organizaram a campanha contra doenças que afetam diretamente a qualidade de vida do paciente e têm altos índices de mortalidade”, finalizou o cirurgião José Loureiro, da direção do SMH.