Público adere ao movimento ‘Todos pela saúde’

  • -

Público adere ao movimento ‘Todos pela saúde’

Category : Saúde

Cerca de 500 pessoas fizeram teste de glicemia, aferição de pressão arterial e IMC. 


O vai e vem durou o dia todo no evento “Todos pela saúde”, realizado no início do mês de abril de 2019 no prédio do Incope, no Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis para marcar o Dia Mundial da Saúde. 

A sala onde aconteceram as palestras ficaram cheias de pessoas que receberam orientação sobre a prevenção e o tratamento de doenças, como hipertensão, diabetes e HPV. 

Teve ainda teste de glicemia, aferição de pressão arterial e cálculo do Índice de Massa Corpórea (IMC). Cerca de 500 pessoas realizam asa checagens. 

Rita de Cássia Oliveira, de 64 anos, foi com a amiga verificar se a saúde estava em dia e saiu satisfeita com as novas informações que recebeu. 

“Foi ótimo porque ela [enfermeira] me explicou que os níveis da glicose são diferentes no exame quando a pessoa está em jejum e quando se alimentou recentemente. São detalhes importantes e que podem causar preocupação à toa. Agora estou tranquila porque sei que minha taxa está normal”, revelou Rita de Cássia. 

Carlos Alberto Silveira Matoso, 63 anos, descobriu há pouco tempo que tem diabetes e hipertensão. Ele queria se certificar de que a glicose e a pressão arterial estavam normais. 

“Deu tudo certo. Recebi orientações importantes da nutricionista sobre alimentação. Vão me ajudar ainda mais a manter os cuidados com a saúde”, disse ele, acrescentando que todos deveriam aproveitar a oportunidade para fazer um check-up básico.

A ação promovida pelo Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis em parceria com o Rotary Cidade Imperial e o Rotary Petrópolis, teve o apoio do Senac. 

“Para nós, integrantes dos Rotarys, participar de eventos voltados para o bem-estar e a saúde é muito natural. Faz parte do nosso trabalho e da nossa missão como rotarianos”, afirmou Daniella Vita, presidente do Rotary Petrópolis, junto com Fátima Montesso, presidente do Rotary Cidade Imperial. 

“Gestos simples, como oferecer informação ao público, podem reduzir a incidência de doenças graves. Por isso, o Hospital e os Rotarys organizaram a campanha contra doenças que afetam diretamente a qualidade de vida do paciente e têm altos índices de mortalidade”, finalizou o cirurgião José Loureiro, da direção do SMH.


Busque no site